A eletricidade renovável como combustível a veículos elétricos.




Recebemos mais energia da luz solar em uma hora do que precisaríamos para alimentar uma sociedade abastada para toda a humanidade durante um ano inteiro.

Os painéis solares já podem coletar essa energia com eficiência de 20%, por isso precisamos dedicar menos de 0,1% ou superfície a isso. E, em vez de terras férteis, pode ser deserto, telhados ou superfície do oceano. Mesmo a energia eólica (que usa essa energia indiretamente, colhendo as correntes de ar geradas pela energia solar) pode nos fornecer muitas vezes a energia que precisamos. Assim, quase qualquer país do mundo poderia facilmente se alimentar dessa maneira.

Mais importante ainda, os preços da energia solar e eólica vêm caindo de maneira muito previsível.

Por exemplo, no caso da energia solar, toda duplicação da produção levou a uma redução de 21% no custo. Isso tornou a energia solar mais barata por um fator de mais de cem nos últimos cinquenta anos, enquanto os preços do petróleo dobraram ou triplicaram durante esse período. Os painéis solares estão se tornando a fonte de energia mais barata no mundo todo. E a energia eólica se tornará ainda mais barata se você considerar o armazenamento. Isso quer dizer que estamos em um verdadeiro tsunami de eletricidade renovável.

Com isso acreditamos que o trem de força elétrico é a única opção real a seguir, se quisermos economizar o ar acima de nossas cabeças e o solo sob nossos pés e que a eletricidade renovável para alimentá-la é abundante.


O Brasil possui uma matriz energética predominantemente renovável devido às hidrelétricas, apesar do crescimento do uso de termelétricas abastecidas por combustíveis fósseis. No Brasil, o setor energético corresponde a 30% das emissões de CO2, ficando atrás, por uma pequena porcentagem, apenas da mudança no uso do solo e da agricultura, que têm as maiores contribuições para o aquecimento global.

Os investimentos e tecnologias em energia renovável estão crescendo cada vez mais. Cerca de 90% das novas energias geradas ultimamente, vêm de fontes renováveis. Em 2019 governo anunciou um investimento de mais de US$ 226 bilhões em energia solar, biocombustíveis e eólica.


Bateria velha: uma aliada da energia renovável





Uma pesquisa conduzida pela McKinsey, uma consultoria empresarial americana, mostrou que o crescente volume de baterias velhas de carros elétricos pode ter um novo e nobre destino: a armazenagem de energia de fontes renováveis e intermitentes, como solar e eólica. Hoje, um dos gargalos para o aumento da adoção dessas soluções de produção energética sustentáveis é o fato de que, se não venta, falta energia para quem é abastecido por fontes eólicas e, se não faz sol, falta energia para quem é abastecido por energia solar.

Com baterias, esse problema seria contornado. É aí que entram os carros elétricos – e suas baterias usadas. As exigências para sistemas de bateria estacionários são menos rigorosas que as exigências para sistemas móveis, como os que funcionam em carros. Dessa maneira, quando uma bateria está velha demais para funcionar em um carro, ela pode ser reaproveitada por sistemas estacionários – em casas, escritórios, hotéis, hospitais etc.

Segundo a McKinsey, até 2030, cerca de 220 GWh poderão ser armazenados em baterias estacionárias de segunda mão. Considerando que o consumo médio de uma residência brasileira gira em torno dos 157 KWh, isso equivale à demanda de cerca de 1,4 mil casas.


#mobilidadesustentavel #energiarenovavel #eletricos

9 visualizações

Web-Electrics   -   CNPJ 07.366.218/0001-03

Rua Haddock Lobo, 1327 - 3 andar - Jd. Paulista - São Paulo - SP

Whats: +55 11 98122 56 52

©2019 por Web-Eletrics. Orgulhosamente criado com Wix.com