Cada vez mais empreendimentos residenciais se preparam para receber carros elétricos

O uso de carros elétricos no Brasil ainda não é uma realidade tão comum, mas está cada vez mais próxima. Só em 2019, mais de 7 mil modelos dessa categoria foram vendidos – cerca de três mil carros a mais em comparação ao ano anterior segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). E a tendência é que esse mercado se expanda ainda mais.


Isso se deve ao fato de os carros elétricos serem mais ambientalmente corretos, pois são livres de combustíveis fósseis. Ou seja, não emitem gases poluentes derivados da combustão. Com a demanda, muitas fabricantes de automóveis estão apostando na instalação de pontos de recarga. Só este ano, a BMW anunciou que vai instalar mais de 40 até o final de 2019, somando 150 ao total. Já a sueca Volvo prometeu a instalação de 500 eletropostos em todo o território nacional, para complementar os já 250 existentes.


Entretanto, para uma maior comodidade, nada melhor que recarregar o carro dentro do próprio condomínio. Apesar de o valor da recarga ser mais em conta que os combustíveis comuns (menos de um real para cada quilômetro rodado), são veículos de alto custo, quase três vezes o valor de um carro popular. Para isso, as grandes construtoras por todo o Brasil estão apostando na instalação de postos de recarga dentro de condomínios como forma de incentivar esse mercado. O foco é público de alto padrão, mas já há prédios de médio padrão com essa tecnologia.





A quantidade de tendências com esse serviço reflete uma tendência sustentável, são empreendimentos para atender um público cada vez mais consciente do seu papel na sociedade.

Construtoras e incorporadoras estão entendendo que é preciso deixar os prédios mais preparados para os novos hábitos de consumo.


E quanto à conta, quem paga?





Em alguns condomínios há o rateio de consumo igualmente por meio de taxa de condomínio, encarado como uma área comum do prédio, assim como piscina, academia, entre outros. Mas já existem empreendimentos com um tipo de tecnologia que distribui o custo do consumo somente entre os usuários, através de cartões distribuídos para cada morador. Ao passar o cartão por um dispositivo, a energia é liberada, e o custo é debitado no valor do condomínio daquele usuário específico.


8 visualizações

Web-Electrics   -   CNPJ 07.366.218/0001-03

Rua Haddock Lobo, 1327 - 3 andar - Jd. Paulista - São Paulo - SP

Whats: +55 11 98122 56 52

©2019 por Web-Eletrics. Orgulhosamente criado com Wix.com