Caminhões elétricos serão caros?

Como já vimos no post anterior, o motor elétrico é a única opção sustentável realista.



Felizmente, também podem ser mais baratos, mais leves, mais fortes e mais fáceis de manter.

Por serem compactos, tornam desnecessário um compartimento do motor.

Além disso, os motores elétricos podem ser montados no trem de força antes da transmissão para fornecer energia ao eixo de acionamento e depois aos eixos, ou podem ser instalados diretamente nas rodas de um caminhão ou reboque. Isso pode melhorar ainda mais a eficiência da conversão de energia para trabalhar com as rodas, embora os caminhões que operam nas velocidades das rodovias geralmente precisem de uma transmissão.


As transmissões elétricas são cerca de 3x mais leves e 2x mais baratas que as transmissões convencionais. Finalmente, a eficiência dificilmente sofre quando o motor é maior. Assim, como um Tesla Model S, um caminhão pode ter uma grande aceleração e eficiência ao mesmo tempo.




De acordo com o CEO da Tesla, Elon Musk, o protótipo de caminhão pesado da Tesla (usando um motor Modelo 3 barato em vários eixos) " dirige como um carro esportivo ".



O relatório da IEA (International Energy Agency) pressupõe que, a longo prazo, um motor elétrico possa ter um preço inferior a US$ 30.000 . (O relatório afirma que o custo adicional de um caminhão elétrico pesado com alcance de 400km cairá de US$ 250.000 com baterias custando US$ 350 / kWh a US$ 40.000 com baterias custando US$ 100 / kWh. Como o custo do motor é reduzido no primeiro cenário, isso nos ensina que um caminhão de 400 km precisa de 715 kWh no cenário da IEA. Mesmo que o aumento de eficiência reduza para 700 kWh, ainda custaria US$ 70.000 com baterias de US$ 100 / kWh. Portanto, há também US$ 30.000 em algum lugar e isso só pode ser o trem de força.)

Vamos supor que em 2025 cerca de US$ 20.000 dessa promessa sejam cumpridos. Isso reduz o custo do veículo por quilômetro de US$ 0,36 a US $0,34 (A IEA nos diz que o veículo deprecia 58% em cinco anos. Pergunte o que é assumido para o custo de pessoal. Se você adicionar US$ 110.000 à depreciação acima, obtém exatamente o valor certo para todos os cenários relacionados ao custo do veículo. É assim que calculamos o custo do veículo: US$ 110.000 / 500.000 km + 0,58 * custo veiculo / 500.000 km

Além disso, a manutenção também é bem menor. A manutenção de veículos elétricos é de cerca de um terço. Basicamente, o trem de força não precisa de manutenção e os freios praticamente não precisam de manutenção. A maior parte da manutenção restante é de pneus.

Para caminhões a diesel, o IEA assume US$ 0,18 / km em manutenção. De outras fontes, conhecemos pneus e a reforma de um caminhão pesado custa cerca de US$ 0,04 / km. Se assumirmos que o restante USD 0,14 pode ser dividido pela metade (uma suposição muito conservadora, sabendo que o motor não precisa de manutenção), chegamos a US$ 0,11 para manutenção do motor elétrico.


A eficiência dos motores elétricos reduz o custo de energia


A vantagem mais importante do motor elétrico é que ele é cerca de três vezes mais eficiente. “Ao dirigir em uma rodovia, um caminhão moderno pode atingir uma eficiência do motor até a roda de no máximo 30%, enquanto os caminhões elétricos podem atingir uma eficiência de motor a roda de até 85% ou mais."

Caminhões elétricos mantêm essa eficiência ao dirigir pela cidade ou em estradas congestionadas, enquanto a eficiência dos motores de combustão cai para níveis ainda mais baixos. O resultado final é que um caminhão usa 4 kWh / km, enquanto um caminhão elétrico usa 1,5 kWh / km (iv) .

Vamos lá.... Se um caminhão é no máximo 30% eficiente e um veículo elétrico é pelo menos 85% eficiente... Isso é 0,85 / 0,3 = 2,83 vezes melhor. O consumo de energia de um caminhão a diesel é de cerca de 40 l / 100 km ou 4 kWh / km e 4 / 2,83 = 1,4 kWh / km, mas para não sermos tão otimistas, arredondamos para 1,5 kWh / km.


Abaixo uma tabela que mostra os componentes de preço mais importantes do diesel e da eletricidade na União Européia e no Brasil.


Portanto, o caminhão totalmente elétrico é significativamente mais barato quando você olha apenas para o motor, a manutenção e principalmente a energia



Não é à toa que a Volkswagen Caminhões e Ônibus iniciará no fim deste ano a produção em série do elétrico e-Delivery, já utilizado pela AMBEV como teste em São Paulo.

A Volkswagen tem contrato de intenção de compra de 1,6 mil unidades do e-Delivery com a Ambev e seus distribuidores e mais 50 interessados que, por enquanto, não informaram quantidades que pretendem adquirir.

Além disso as empresas já discutem com o governo federal medidas para reduzir o custo dos caminhões elétricos que hoje ainda custam mais que o dobro de um convencional a diesel.

Entre as medidas sugeridas estão a redução do imposto de importação das baterias (por enquanto não fabricadas no País), crédito fiscal e isenção de pedágio e de estacionamento.


#mobilidadesustentavel #caminhãoeletrico #elétricos #ambev #eDelivery #mobilidadeurbana


16 visualizações

Web-Electrics   -   CNPJ 07.366.218/0001-03

Rua Haddock Lobo, 1327 - 3 andar - Jd. Paulista - São Paulo - SP

Whats: +55 11 98122 56 52

©2019 por Web-Eletrics. Orgulhosamente criado com Wix.com